Pages Navigation Menu

Cada ângulo uma surpresa

_MG_7912

É no condomínio chamado Quintas do Lago que este grande projeto de 320 m², sendo 270 m² de área coberta, e 50 m² de área descoberta, está localizado. André Pacheco tinha um desafio pela frente: fazer o trabalho como o planejado pelo casal. “Esses clientes sabiam muito bem o que queriam!”, brinca o arquiteto referindo-se a si mesmo e à esposa. A ideia do casal era uma casa integrada, em que todos os ambientes interagissem entre si. A piscina teria de ser o coração do projeto, sendo visualizada de todos os ambientes contíguos.  “Queríamos um conceito funcional, com uma casa de formas puras e contemporâneas, em que os ambientes fossem todos utilizados sem espaços ociosos”, conta ele.

A pedido da esposa, o escritório teria de estar diretamente ligado ao jardim. Assim, André criou espaços com visuais diretos para a área externa, com janelas baixas de forma que o jardim penetrasse diretamente no ambiente. Foi criado um pergolado contíguo para que as leituras pudessem ser feitas no jardim. “Procurei utilizar uma iluminação básica, que pudesse ser pontuada aos objetos que adquirimos ao longo do tempo. Então foram escolhidas as peças de LED”, conta. A paleta de cores impressa incluiu o cinza, o branco e o preto na maior parte dos cômodos. Na cozinha se utilizou cores mais quentes como o amarelo queimado e o alaranjado, por serem cores que combinam com os alimentos.

De acordo com André, o projeto busca uma linguagem cosmopolita, com formas puras para acrescentar e subtrair dimensões criando surpresas a cada ângulo. Por vezes criadas pela luz, outras vezes pela sombra. “Esse equilíbrio tem como base materiais atemporais que deixam a estrutura perene. Ou seja, mesmo funcional, a casa ficou acolhedora”, define.

_MG_7977

 Vista privilegiada

De vidro, a fachada da casa ganhou o elemento para ter maior visibilidade e que também possibilita a entrada de luz natural. O revestimento de porcelanato amadeirado cria o elemento vertical, harmonizando com a grade no vão da porta pivotante de acesso pintada de preto. As cores neutras harmonizam com o verde do paisagismo, elemento que complementa as espécies baixas, de Cica Circinalis, Formium e lavandas, que perfumam o acesso principal. A escada em basalto Tear mantém os tons sóbrios. Na piscina, André utilizou espécies mais altas (Ravenala) para dar um pouco de privacidade à área.

Um aparador cercado por planos fixos de vidro serve como expositor de peças de cerâmica garimpadas em viagens, e também como bar, com as bebidas no baú vermelho. “Além desse elemento temos um quadro disposto sobre ele, serigrafia de Silvio Fialho, peça de 1993 adquirida ainda na Bolsa de Arte”, esclarece.

Produzida por André, a mesa de jantar é de madeira com pintura preta autobrilho. As cadeiras são pretas com revestimento em corino, criando um ambiente atemporal. A bandeja de café é uma peça de família, em prata, adquirida em Montevidéu. As luminárias Tom Dixon foram utilizadas para brincar com forma e luz. A Poltrona (Charles & Eames) é produzida em madeira moldada e couro, e serve de transição entre a sala de jantar e o espaço gourmet. Os móveis seguem as linhas neutras da casa. O painel de madeira preta fica como fundo para a TV e elementos decorativos (Toyart).

Rústico e moderno

O banho da suíte ganhou móveis projetados pelo escritório de André Pacheco, é revestido em espelho e tem tampo em mármore branco. O ar rústico fica por conta da pedra Hijau. “Este ambiente é o nosso Fire Place (Pergolado). Fica na transição entre o escritório e a piscina, é descoberto e assim podemos ficar contemplando o céu”, diz André. O sofá também foi projetado pelo escritório.

Banheiro

O escritório de André R. Pacheco está voltado para a satisfação dos clientes. Sempre atuando no mercado desde Janeiro de 96 nas áreas residencial, comercial e industrial. Saiba Mais
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...