Pages Navigation Menu

A versátil Maíra Morem

Maíra Morem Arquitetura e Interiores é um escritório atuante no Rio Grande do Sul principalmente em Porto Alegre, Vale dos Sinos e no Vale do Paranhana. Especializado na elaboração de projetos de interiores residenciais e comerciais com foco em consultórios, clínicas, laboratórios e hospitais, tem como princípio oferecer projetos de qualidade dentro das normas de vigilância sanitária aliados a conforto, estética e funcionalidade.

 Porque você escolheu a arquitetura? Conte um pouco sobre sua especialização em arquitetura hospitalar.

Acredito que a arquitetura seja uma forma de ajudar as pessoas a viver e a conviver em harmonia com os espaços. Desde a faculdade de Arquitetura já me interessava sobre o assunto de arquitetura hospitalar. Me formei pela Unisinos/RS em 2006 e na época fiz a disciplina de Arquitetura Hospitalar, a partir desse momento comecei a frequentar palestras e cursos nessa área. Meu trabalho de conclusão, inclusive já foi voltado para a saúde, um Centro de Pesquisas em Células Tronco. No primeiro ano como profissional, me associei na ABDEH – Associação Brasileira para o Desenvolvimento do Edifício Hospitalar, através dela, estou sempre atualizada e participando de seminários, congressos e cursos com esse foco. Fiz um curso de extensão em Arquitetura Hospitalar que me ajudou a entender as legislações da vigilância sanitária, pois são essas que determinam o projeto arquitetônico de um estabelecimento de saúde. Atualmente estou fazendo um curso de Pós-Graduação em Iluminação e Design de Interiores, onde o meu foco é a iluminação desses espaços tão peculiares.

 Como é a concorrência nesta área?

A concorrência é menos intensa que a arquitetura de interiores, por exemplo, área em que também atuo constantemente. Na Arquitetura Hospitalar a atividade é relativamente mais complexa e se depara com uma demanda menor frente à Arquitetura de Interiores.

 Como você considera esse nicho do mercado de trabalho?

O mercado de trabalho no setor da construção civil como um todo, está bem aquecido e isso reflete para todas as áreas da arquitetura. No caso da arquitetura hospitalar, os ambientes de saúde estão sempre em constante mudanças, pois as tecnologias de diagnósticos e equipamentos evoluem muito rápido e consequentemente os espaços precisam acompanhar esse desenvolvimento. Outro ponto é o fato das pessoas terem hoje mais facilidade de acesso à saúde, o que trás uma demanda grande de assistência para o ambiente de saúde. Reformas e ampliações são a ênfase da arquitetura hospitalar. Sinto também uma mudança no mercado em relação à valorização do profissional arquiteto, embora penso que temos ainda um bom caminho a percorrer.

 Quais trabalhos foram importantes na sua carreira?

Todos os projetos que já fiz são importantes para a minha carreira. Pois cada um traz desafios e aprendizados diferentes que juntos se somam, mas posso apontar o projeto de reforma de um Hospital da região que tem um significado importante na minha carreira por ter sido o projeto que me alavancou nessa área.

 Qual o principal conceito de seu trabalho?

Trabalho com o conceito de uma arquitetura flexível e acessível no sentido de estar disponível às pessoas. A flexibilidade e funcionalidade, são os conceitos-chave para uma boa arquitetura de maneira a atender as necessidades a trazer bem-estar.

 Quais as tendências e inovações para o próximo ano?

As tendências e inovações na arquitetura para o próximo ano, é um uso de contrastes de elementos, seja no estilo, nos materiais ou mesmo nas cores. Uma outra tendência, já consagrada, e que se estende para os próximo anos e não somente ao ano que se aproxima, é a utilização cada vez maior e mais acessível de produtos recicláveis, ecológicos, dentro do conceito de sustentabilidade através de soluções criativas e de bom gosto.

 Você busca estar em constante aprendizado. Participando de cursos, seminários e feiras. De que maneira você aplica tudo que aprende?

Manter-se atualizado é fundamental. A participação em cursos, seminários e feiras é uma forma de saber o que está acontecendo no mercado e uma forma também de se trocar experiências com outros profissionais da área. Absorver as informação e exercer um senso crítico e aplicar de forma consciente para os meus projetos, é a maneira que aplico o que aprendo.

 Quais as diferenças da área hospitalar, laboratorial e clinica?

O principal diferencial de trabalhos na área da saúde é ter o domínio das normas da vigilância sanitária. Ter o conhecimento dos melhores materiais e produtos que atendam aos princípios de higiene e segurança. A iluminação deve ser bem estudada para não causar ofuscamento e não prejudicar no diagnóstico médico. O importante, é aliar todas essas técnicas com o conceito de humanização dos espaços, ou seja, elaborar um projeto que traga conforto e tranquilidade tanto para os profissionais que passam muitas horas dentro desses ambientes mas principalmente às pessoas que no papel de pacientes se encontram aflitas, visando o seu bem-estar.

 O que é uma perfeita união de estilos para você?

A perfeita união de estilos, na minha opinião, é o que compõe um ambiente ideal de forma harmônica, criativa e que juntos, se completam.

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS (RS) e com especialização em Arquitetura Hospitalar pela mesma instituição, Maíra Morem é atuante no mercado de Arquitetura e design de interiores desde 2007. Saiba Mais
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...