Pages Navigation Menu

Um cenário e suas possibilidades, por Aline Fuhrmeister

Encantada por arquitetura desde pequena, Aline Fuhrmeister, trabalha com criatividade, organização e desafio, transformando através da harmonia destas suas três características o sonho de seus clientes em realidade. Realização que segundo ela é o que enaltece sua profissão.

Com foco em arquitetura comercial Aline explica o que diferencia este tipo de trabalho: “Na maioria das vezes ela dá mais liberdade para criar e ousar”! Conceituando seus trabalhos com base em personalização e funcionalidade, a profissional diz que o mercado comercial encontra-se num momento bastante aquecido, tanto quanto o residencial.

Sobre mudar o layoult em empresas que possuem pouco capital a arquiteta dá a dica: “Maquiar! Com boas ideias conseguimos fazer maravilhas com orçamento reduzido”! Uma boa oportunidade para quem não dispõe de um bom caixa, para entrar em 2012 de cara nova, provando que é possível sim customizar um projeto comercial.

Seus prazos de entrega variam de acordo com o tamanho do projeto e o envolvimento necessário em sua execução. Sobre etapas importantes Aline diz: “Todas são! Mas procuro dedicar um tempo maior aos estudos preliminares, para evitar problemas no decorrer da obra.” Um exemplo de trabalhos que requerem um maior envolvimento são os dormitórios infantis. Nestes projetos há uma análise de elementos, cores, luzes e disposição de objetos que fazem significativa diferença sendo bem utilizados.

Para o próximo ano, Aline já traçou suas metas: “Quero manter o ritmo de crescimento e as participações em eventos e publicações”! Presente na mostra Casa & Cia a arquiteta faz a junção do antigo e do novo, o que é uma constante nos projetos que desenvolve, muitas vezes utilizando peças de família ou do gosto dos clientes adquiridas em antiquários. “Acho importante ter a habilidade de combiná-los com peças modernas”, acrescenta. Do trabalho exposto na mostra deste ano baseado na temática do filme “Chocolat”, Aline explica o porquê da escolha: “É uma película com uma mensagem simples, mas forte”. E conta mais: “Como a Chocolateria seria “falsa”, ou seja não funcionaria para venda dos chocolates, achei interessante a ideia de transportá-la do filme, por ser quase uma protagonista dos dias atuais”. O tema ainda proporcionou à arquiteta a oportunidade de usar peças marcantes como o móvel original de boticário, uma peça com mais de 100 anos de história, dando liberdade a seus parceiros, os artistas plásticos, Clarissa Motta Nunes e Leandro Selister, de criarem inspirados num cenário repleto de possibilidades.

Aline Fuhrmeister é formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A partir de 2001, com o foco voltado para a Arquitetura Comercial, começou a desenvolver Projetos em parceria com profissionais da área. Em 2006 fundou seu próprio escritório. Saiba Mais
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...